Skip to content Skip to main navigation Skip to footer

Filipe Pinto vence eleições na concelhia do PSD

Presidente da Junta de Freguesia de Carapito encabeçou lista única

O presidente da Junta de Freguesia de Carapito é o novo líder do Partido Social Democrata (PSD) de Aguiar da Beira, substituindo Lino Lopes na estrutura partidária. Filipe Pinto venceu as eleições para a comissão política concelhia, no passado 11 de julho, com 50 votos a favor, um branco e dois nulos.

Filipe Pinto, que apresentou a única lista a sufrágio, encabeçou a comissão política, da qual fazem parte Agostinho Coelho (vice-presidente), Sérgio Valverde (vice-presidente), Matilde Almeida (secretária), Pedro Gonçalves (tesoureiro), Ricardo Guerra (vogal), Marco Cardoso (vogal), Tiago Almeida (vogal) e André Baltazar (vogal).

Para a mesa da assembleia, a lista do autarca apresentou Fernando Andrade para presidente, Carla Andrade para vice-presidente e Alberto Andrade para secretário, eleitos com 43 votos a favor, sete brancos e três nulos.

“O principal objetivo é tentar unir o partido e ganhar as eleições autárquicas do próximo ano, para tentarmos fazer diferente da política seguida pelo executivo municipal nos últimos oitos anos”, disse ao nosso jornal Filipe Pinto, que revelou que “o PSD tem uma visão diferente para este concelho, tendo prioridades de primeira linha que o atual executivo tem deixado para segundo plano, como por exemplo: condições à habitação, incentivos às empresas e ao emprego, envolvimento dos jovens, revitalização do associativismo e a promoção do concelho”.

“O maior problema do concelho é a contínua perda de população. Para combater esse problema é preciso promover o emprego, criando condições para a instalação de novas empresas. Depois, deve haver uma aposta séria no turismo, com profissionais competentes, para desenvolver as ofertas turísticas já existentes e diversificar outras, e promover o que temos de bom, como a gastronomia e a natureza, por exemplo”, afirmou.

Ausência notada dos órgãos da concelhia é o nome de Fernando Pires, que foi presidente da estrutura partidária, candidato do partido à câmara nos dois últimos atos eleitorais e é atual vereador da oposição.

Segundo o novo presidente da concelhia “o engenheiro Fernando Pires está afastado desta estrutura porque, ele, para viver tem de trabalhar”. “Neste momento, não tem um cargo político remunerado. Mas, continua a ser uma possibilidade para cabeça de lista do partido, tal como outros. É preciso ter vontade, neste momento ainda não sabemos se ele tem essa disponibilidade e vontade. Até outubro o PSD terá o seu candidato à câmara definido. Poderá ser o Fernando Pires, o Fernando Andrade, ou outra pessoa, desde que a maioria dos militantes concorde e tenha apoios. Para se ganharem eleições é preciso ter apoios, ninguém ganha sozinho”, vincou.

Ao invés, Fernando Andrade, ex-presidente da Câmara de Aguiar da Beira e ausente das listas do partido nas últimas autárquicas e da anterior concelhia, volta a ser “protagonista”.

“O Fernando Andrade é militante do PSD, tal como outras pessoas que até estão no atual executivo. Nós, como aguiarenses, queremos o melhor para o concelho e o Fernando Andrade é um dos políticos, senão o mais experiente, e temos muito aprender com ele, assim como com o Fernando Pires”, atirou Filipe Pinto, que confirmou que “os candidatos do PSD para as eleições autárquicas de 2021 ainda não estão decididos”.

“O PSD, se quiser, tem muitas possibilidades para cabeça de lista, tanto militantes como independentes. Temos muita gente com valor que pode assumir esse lugar, mas é preciso ter vontade e querer fazer diferente do que tem feito o atual executivo”, deixou claro.

O presidente da Junta de Freguesia de Carapito, que não se pode candidatar a um novo mandato, embora possa integrar outra posição na lista, garante que o seu objetivo político não passa por ser candidato à presidência ou vereação da câmara municipal, mas que irá fazer tudo para que o PSD volte a conquistar o poder.

“Contudo, poderei vir a integrar a lista à câmara, mas isso vai depender do candidato. Será ele a escolher a equipa com quem quer trabalhar. Neste momento sou o presidente da comissão política concelhia e com a restante equipa iniciámos agora um trabalho com o objetivo de reunir os melhores, que não terão de ser obrigatoriamente filiados no partido, mas que tenham vontade de participar e contribuir para o desenvolvimento do concelho num projeto político diferente”, esclareceu.

Filipe Pinto, de 48 anos, realçou ainda que a concelhia de Aguiar da Beira “é uma das que tem mais militantes no distrito, cerca de 100”, mas que, na sua opinião, “a distrital do PSD não tem prestado a devida atenção ao nosso concelho. Vamos ver como vai ser com o novo líder, o Dr. Carlos Condesso, e a sua equipa, que parece ter outra abertura e que estará disponível para ajudar a comissão política de Aguiar da Beira”, destacando Ricardo Andrade, Fernando Pires, Fernando Andrade e Gabriel Moreira, como representantes aguiarenses na estrutura.

Partilhar com...
Share on Facebook
Facebook
Email this to someone
email
Print this page
Print

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *