Skip to content Skip to main navigation Skip to footer

Município (quase) sem dívidas

Relatório do Conselho das Finanças Públicas revela que, no final de 2018, Autarquia de Aguiar da Beira devia 2.000 euros

Segundo o relatório anual do Conselho das Finanças Públicas, com o nome Execução Orçamental da Administração Local 2018, publicado no mês anterior, o Município de Aguiar da Beira tinha apenas dois mil euros de pagamentos em atraso, no final desse mesmo ano, e integra o grupo dos 265 que se encontra em situação de equilíbrio financeiro.

Este valor corresponde a contas por pagar, que permaneçam nessa situação por mais de 90 dias, posteriores à data de vencimento acordada na fatura, contrato ou documentos equivalentes.

Na Câmara Municipal de Aguiar da Beira, o prazo médio de pagamentos manteve-se quase inalterável desde dezembro de 2017, em linha com a regra geral de 30 dias prevista para o pagamento das transações comerciais.

O documento Conselho das Finanças Públicas mostra ainda que Aguiar da Beira teve uma receita efetiva de 7.479 de euros ao longo do ano, sendo uma das autarquias que registou valores mais baixos em dívida, e que, no global, o valor em débito dos municípios baixou.

A dívida total dos municípios registou uma redução de 470 milhões de euros, excluindo as dívidas não orçamentais e as exceções contempladas na lei, e o número de câmaras acima do limite da dívida total diminuiu face a 2017. Contudo, três dos quatro municípios em situação de rutura financeira – Cartaxo, Fornos de Algodres e Vila Real de Santo António – agravaram a dívida em 2018.

Partilhar com...
Share on Facebook
Facebook
Email this to someone
email
Print this page
Print

0 Comments

There are no comments yet

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *